Não Funciona: Sérum Elseve

20140513-195203.jpg

Novo Sérum da L’oreal, inovador e decepcionante.

Nós amamos produtos de cabelos, principalmente os da linha Elseve, e não resistimos a um lançamento da marca, mas esse é um #DeletaDaPrateleira com louvor.

A embalagem do produto promete 5 reparações de:
• pontas duplas selando as pontas desde o interior até as fibras;
• fissuras reparando a fibra em seu nível intercelular;
• quebra reforçando a estrutura interna do cabelo;
• rugosidade realinhando as escamas da superfície do cabelo.

O que mais chamou a atenção para esse lançamento é o frasco que tem um pump que libera dois tipos de produto: um vermelho e outro transparente ao mesmo tempo.

Aplicamos conforme diz a embalagem e até hoje não vimos esse resultado que promete na embalagem, enfim, desde que começamos a testar produtos para cabelo não aprovamos nenhum lançamento que promete resolver o problema de pontas duplas e continuamos com a seguinte opinião: só tem um produto que acaba com pontas duplas: tesoura ✂️ nelas!

Sérum, óleo, hidratação etc, nada disso acaba com aquele terror de pontas duplas, triplas, quádruplas, o caso é sério por aqui 😂😂😂 só tesoura na causa.

Esse é o primeiro produto da Elseve que vamos colocar no #DeletaDaPrateleira, mas temos que ser honestos com os testes, já que fizemos em 3 tipos de cabelos danificados e em nenhum deles houve melhora. Uma pena, porque realmente estávamos empolgados com esse produto.

Enfim, que quiser fazer o teste, vá em frente, procure em farmácias e perfumarias, mas a decepção será certa! Se der certo, conte aqui para nós! Adoramos ouvir vocês! Conhecem algum produto que realmente resolva com as pontas duplas? Conte para nós que iremos testar!

O produto foi caríssimo, dinheiro jogado no lixo, 😟 infelizmente.

Preço do prejuízo: R$31,50
Embalagem com 15 ml

Anúncios

Nike tem a brilhante ideia de lançar um tênis de salto alto

20140408-191904.jpg

Que diabos é isso?
A Nike teve a brilhante ideia de misturar tênis e salto alto, resultado essa maravilha fashion. Sqn! Esse é o #DeletaDaPrateleira mais cafona que já passou por aqui.

Ok que gosto é gosto, e na moda nada tem limites, mas esse lançamento até Coco Chanel deu graças a Deus por estar morta.

Sapatos de salto alto transmite elegância e sofisticação, essa “coisa” não conseguiu ter nem de longe. É o tipo de produto que não precisamos testar para falar que é de péssimo gosto, afinal, onde usar esse trem?
Na academia para se lesionar?
No trabalho para ganhar justa causa?
Para sair com aquele cara que você está xavecando a tempos? Depois não reclama que está solteira!
O único lugar apropriado para usar é no rolêzinho! 😂😂😂#Partiu #shopping?

Quem quiser comprar, tem várias cores e deve chegar ao Brasil no mês de abril. – Duvido que nossos seguidores comprariam, sabemos que vocês tem bom gosto!

Preço: R$250,00

Estados Unidos proíbe o uso de OxyElite Pro por causar hepatite aguda, mas está sendo vendido no Brasil.

20131110-194653.jpg

Um alerta no #DeletaDaPrateleira de hoje!

A ANVISA noticiou na última sexta-feira o alerta feito pelos Estados Unidos sobre a ocorrência de 56 casos de hepatite aguda que podem estar relacionados ao consumo do suplemento OxyElite Pro.
De acordo com o FDA, órgão norte-americano de alimentos e medicamentos, já constam 56 casos de hepatite aguda, 2 indicações de transplante de fígado e 1 morte.

Alertando ainda para o fato de que os produtos Oxyelite e Versa – 1 foram adulterados pela empresa produtora devido ao uso de uma substância não autorizada e conhecida como #Aegeline.

No Brasil, o comércio de suplementos alimentares com #DMAA é proibido. Devido aos efeitos estimulantes sobre o sistema nervoso central, podendo causar dependência, além de outros efeitos adversos, como insuficiência renal, falência do fígado e alterações cardíacas, podendo levar a morte.
Apesar disso, o produto ainda é encontrado em sites de venda, trazendo riscos para seus usuários.

Nossa opinião?
Melhor evitar né? Pelo menos até que sejam averiguados a causa desses casos de hepatite nos Estados Unidos.

Hoje mesmo vimos esse suplemento sendo vendido livremente numa loja de suplemento num shopping de São Paulo por R$ 170,00, na dúvida, não arrisquem, consumam suplementos seguros e com ingredientes liberados por nossos órgãos reguladores, só assim para não colocar a saúde em risco.

Fonte: Anvisa

Spray PAM, um vilão da dieta!

20131018-123148.jpg

#DeletaDaPrateleira o Spray PAM que virou febre entre os adeptos da dieta e vida saudável.
Mas hoje vamos mostrar que o mocinho na verdade é um vilão da dieta.
Ficou famoso fora do Brasil por prometer milagres culinários sem engordar. Será?

O truque está no rótulo, uma propaganda enganosa muito bem disfarçada.

Na frente do rótulo fala: “For Fat Free Cooking” (para cozinhar livre de gordura) e óleo de canola.

Se é óleo é gordura. Ainda não existe óleo de canola livre de gordura.

Em nenhum momento no rótulo diz que o produto é livre de gordura. Eles dizem que é para cozinhar sem gordura, não existe nenhum óleo que seja livre de gorduras.

Vamos explicar onde a propaganda fica mais enganosa, no rótulo:

Diz que possui 0% de calorias, gorduras, proteínas, colesterol, sódio, carboidratos!
Seria uma maravilha né? Não! Seria um milagre!

O truque está na quantidade do produto: A dose é uma mísera quantidade no rótulo para enganar você. Ali, um jato de spray tem 1/3 de segundos e apenas 0,266 gramas de produto. Será que dá pra cozinhar com 0.226 de produto?
Saiba que 1 grama de gordura tem 9 calorias, então 0,266 g tem 2,39 calorias.

Quem consegue dar uma “sprayzada” em 1/3 de segundo?
São gotículas do produto.
É a mesma coisa que falar que brigadeiro não tem calorias, desde que você coma só 1 granulado da cobertura, ou que pizza é 0% tudo, desde que você coma só o orégano.

É importante saber interpretar os rótulos, para não se passar por bobos da indústria.

Esse é um #DeletaDaPrateleira pois tenta vender ao que não é.
Já está sendo vendido em mercados no Brasil

Preço Médio: R$12,00

Encontrado rato em garrafa de coca-cola – veja vídeo

Rato encontrado dentro de garrafa da Coca-Cola Nos últimos dias, a Coca-Cola se viu envolvida em um possível caso de contaminação por rato. A notícia ganhou repercussão na mídia e movimentou as redes sociais, após matéria sobre o caso ser exibida em um jornal na rede Record. Na reportagem o consumidor Wilson Resende alega ter tido sérios problemas de saúde e perdido parte de sua capacidade motora após ingerir, no ano de 2000, o refrigerante contaminado. “Queimou tudo por dentro, tomei meio gole e cuspi o resto”. Wilson havia comprado um pack com seis unidades e após o diagnóstico de intoxicação alimentar ter sido confirmado, encontrou a cabeça de um rato no interior de uma das garrafas que ainda estava fechada. Laudos de perícia apontaram que o litro não foi violado e que a tampa estava intacta. Desde então, ele move uma ação na Justiça contra a companhia. Sobre o processo movido pelo cidadão, a empresa espera o desenrolar do mesmo para poder se pronunciar sem dar nenhuma assistência. Estudos feitos nos Estados Unidos, apontam que o produto vendido pela Coca-cola é altamente cancerígeno, além de outras substâncias nocivas a saúde. Nos EUA leis obrigaram a empresa a reduzir o uso do Caramelo 4, mas no Brasil parece que o uso deste corante é 64 vezes maior que nos EUA. O Ministério Público tentou fechar a fábrica de onde saiu o litro, mas a justiça negou pedido.

Até que a coca-cola se pronuncie esse é um #DeletaDaPrateleira

Consumidor encontra bolor em suco Del Valle

20130911-102526.jpg

Nosso papel é divulgar novos produtos, mas é nosso dever anunciar e alertar consumidores sobre notícias como essas, que podem afetar

Bebida foi comprada em uma #LojasAmericanas de Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio de Janeiro, o consumidor enviou vídeo no qual expõe o problema à Defesa do Consumidor e o postou no YouTube.
Essa matéria esta no O Globo de hoje.

O consumidor contou ter comprado o néctar de manga #DelValle em uma filial das Lojas Americanas, em Jacarepaguá, no dia 11 do mês passado, por R$ 4,99. Ao chegar em casa, decidiu abrir o suco para ele e a namorada beberem. Quando retirou o lacre de alumínio da embalagem, veio a surpresa. Corpos estranhos boiavam em meio ao suco. A cor da bebida também estava alterada. Em vez do habitual amarelo, era esverdeada, conta.

O vídeo, que tem pouco mais de cinco minutos de duração e já teve mais de uma centena de visualizações, não é para qualquer estômago. Depois de gravar o vídeo, o consumidor resolveu denunciar o problema na internet e na página oficial da bebida no Facebook.

Veja o vídeo: http://m.youtube.com/watch?v=cMor5Mh7RVs

Quando entrei na internet para expor minha reclamação, fiquei surpreso ao perceber que existem muitos outros casos semelhantes. Fiz questão de registrar o meu porque entendo que somente expondo o nome da marca é que ela pode se sentir tocada a resolver o problema, diz o consumidor.

No dia seguinte, uma segunda-feira, Ennes Junior foi procurado pela fabricante do suco. Segundo o consumidor, a empresa informou que iria recolher uma amostra do suco para análise. Para compensar o problema, deram a ele sete caixas de néctar próprios para o consumo. O Código de Defesa do Consumidor estabelece que, num caso como este, o fornecedor deve substituir o produto por um em bom estado ou reembolsar o valor pago ao cliente. Apesar da compensação, Ennes Junior não pretende mais consumir bebidas Del Valle.

O consumidor conta que, dois dias depois do recolhimento da bebida, um técnico da fabricante fez contato e confirmou que o néctar continha bolor. Segundo relatou a empresa ao consumidor, o problema pode ter sido causado durante o transporte da bebida. Em um choque mais brusco, por exemplo, a parte interna da embalagem, que protege o alimento de contaminações, pode romper, colocando a bebida em contato direto com o papel da caixinha, causando o problema. Ennes Junior estranhou a versão da empresa, pois garante que embalagem estava intacta no momento da compra:

Esse é um #DeletaDaPrateleira de alerta! Pode acontecer com você!